O POLITÉCNICO DE PORTALEGRE

A nossa história

 

O Politécnico de Portalegre é uma instituição pública de Ensino Superior. Integra quatro Escolas: a Escola Superior de Educação (ESECS), a Escola Superior de Tecnologia e Gestão (ESTG) e a Escola Superior de Saúde (ESS), em Portalegre, e a Escola Superior Agrária de Elvas (ESAE).

Nas suas quatro Escolas, o Politécnico oferece vários cursos de licenciatura e de mestrado, bem como curso técnicos superiores profissionais (CTeSP) e pós graduações.

A oferta formativa do Politécnico abarca áreas diversificadas do saber, de acordo com a matriz formativa de cada uma das suas escolas. A educação/formação, a acção social, o turismo, o jornalismo/comunicação, a gestão, a engenharia, a informática, o design, o marketing, a agricultura, a equinicultura, a enfermagem e as tecnologias da saúde são as áreas fundamentais do saber que sustentam a formação, a investigação e a intervenção do Politécnico e das suas escolas.

O Politécnico de Portalegre tem como uma das suas grandes preocupações o desenvolvimento regional, tendo uma forte relação com a comunidade envolvente. Por outro lado, preocupa-se em acompanhar a inserção profissional dos seus alunos, criando condições para a sua fixação na região. Apesar desta forte aposta regional, o Politécnico não descura o intercâmbio e as relações externas nacionais e internacionais.

Neste sentido, projectos como a Coordenação Interdisciplinar para a Investigação e Inovação (C3i), o Centro de Línguas e Culturas (CLIC), o Gabinete de Empreendedorismo, as Relações Externas e Cooperação e o Gabinete Europe Direct, são apostas fortes e consolidadas de unidades de intervenção do Instituto Politécnico de Portalegre.

A preocupação social tem sido lema e aposta do Politécnico, desde a sua fundação. A criação e aprofundamento dos serviços de ação social (SAS), o desenvolvimento de ensino de qualidade e de excelência, o apoio à comunidade escolar, o apoio aos diplomados na inserção na vida ativa e a interacção com o meio envolvente são preocupações dominantes. Mas também a inclusão social, a criação de condições para a prática desportiva, a preocupação com a saúde e a segurança de alunos, docentes e funcionários são práticas sociais do Politécnico que se vão afirmando institucionalmente.

De forma coerente com as suas preocupações e princípios, o Politécnico vai criando condições cada vez mais sustentáveis de apoio à comunidade, favorecendo a prática do voluntariado de alunos e colaboradores, bem como criando condições para fazer frente a situações internas de emergência social, nomeadamente desenvolvendo o Gabinete de Apoio Psicopedagógico, que possui um conjunto alargado de programas de trabalho e de intervenção.

 


Consulte também:

Missão, Visão e Estratégia

O Politécnico em Números

Comunicar o Politécnico de Portalegre